TAXA DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA: CONSUMIDORES INSATISFEITOS PEDEM EXPLICAÇÕES SOBRE COBRANÇAS ABUSIVAS

TAXA DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA: CONSUMIDORES INSATISFEITOS PEDEM EXPLICAÇÕES SOBRE COBRANÇAS ABUSIVAS

previous arrow
next arrow
Slider

 

A taxa de iluminação pública em Cidelândia tem gerado insatisfação da população, o preço abusivo cobrado no talão de energia vem deixando todos revoltados e, pedindo explicações da CEMAR, da Prefeitura Municipal e da Câmara Municipal, tendo em vista que o valor da taxa de iluminação pública passa pela a aprovação da Câmara de Vereadores do município.

Em nota: A CEMAR tem contrato com as Prefeituras em que se responsabiliza pela arrecadação da contribuição de iluminação pública e repassa os valores as mesmas. A Câmara Municipal é quem aprova a lei que define os valores da contribuição de iluminação pública a serem cobrados na conta de energia elétrica. Depois do acordo, cada prefeitura encaminha à Cemar uma tabela de Valores de Contribuição que varia em torno do consumo (KwH) da Unidade Consumidora e de acordo com a Classe da mesma.

A Redação do BLOG CIDELÂNDIA EM FOCO, recebeu várias denúncias de clientes insatisfeitos com os preços abusivos cobrados na conta de energia elétrica, teve casos que a cobrança chega a 500% ( ou seja 5 vezes mais em relação a meses anteriores), é isso mesmo, o valor é de R$ 138,45,como podemos ver na imagem, um preço absurdo! 

Conversamos com o Prefeito Fernando Teixeira que disse, que sua equipe está fazendo um relatório mês a mês, para ver onde está o erro e que será corrigido! Segundo ele, os valores repassados ao município são bem inferiores ao valor cobrado na conta de Energia pela CEMAR.

Aguardamos explicações, da CEMAR, da Administração Pública e da Câmara de Vereadores! O povo quer saber! Que tiro foi esse?