previous arrow
next arrow
Shadow
Slider
POLÊMICA: Pastor Bel é destituído da presidência do PSDC por apoiar Maura Jorge

POLÊMICA: Pastor Bel é destituído da presidência do PSDC por apoiar Maura Jorge

previous arrow
next arrow
Slider

A perseguição à pré-candidata ao governo do Maranhão Maura Jorge, e a todos que declararam apoio ao seu nome, cresce à medida em que o período eleitoral se aproxima. Desta vez, a vítima foi o pré-candidato ao senado Pastor Bel. O agora ex-presidente do PSDC-MA foi destituído do cargo por apoiar a pré-candidatura de Maura Jorge ao governo do Maranhão.

“Ontem eu recebi uma ligação do diretório nacional do nosso partido. E eles me disseram que eu teria que fazer uma escolha. Se eu quisesse continuar como presidente do PSDC e pré-candidato ao Senado, eu teria que abandonar o apoio à pré-candidatura de Maura Jorge. E eu bati o pé. Disse que poderia perder o partido, perder minha candidatura, mas nunca abriria mão da minha palavra, nunca abriria mão do apoio à Maura Jorge, porque sei que ela é a melhor opção para o nosso estado. Por isso eles me tomaram o partido covardemente, para usá-lo como alavanca para os velhos medalhões da política maranhense e nacional”, relatou Pastor Bel em reunião com os pré-candidatos do partido na manhã de terça-feira (3).

Pré-candidatos ameaçam esvaziar o partido

A decisão do diretório nacional de destituir Pastor Bel foi muito mal recebida entre os pré-candidatos do partido no Maranhão e pode ter um efeito contrário ao esperado. Isso porque, em assembleia realizada na manhã desta terça-feira, eles decidiram que, caso a presidência do partido não seja devolvida para o Pastor Bel e o apoio à Maura Jorge não seja mantido, o partido será esvaziado e ninguém mais concorrerá nas eleições de 2018.

Ainda durante a assembleia um documento reivindicando a devolução da presidência do partido ao Pastor Bel foi redigido à mão e assinado por todos os pré-candidatos. O documento reafirma que, em caso de decisão contrária, o partido será esvaziado.

Pastor Bel vai à Justiça para reaver presidência

Durante a assembleia desta terça-feira (3), Pastor Bel informou que ainda nesta semana entrará com um mandado de segurança para reaver a presidência do partido no estado. Segundo Márcio Coutinho, que é advogado, as chances de sucesso são grandes.

Isso porque o estatuto do próprio partido não foi respeitado.

“Tenho convicção de que podemos reverter essa situação, porque ela não se sustenta na legalidade de acordo com o estatuto do próprio partido. Para se destituir um presidente é preciso um motivo sólido, o direito ao contraditório deve ser respeitado. Nada disso foi seguido. Vamos reverter esta situação”, declarou Márcio Coutinho.

‘Essas perseguições nos fortalecem’

Presente na reunião, a pré-candidata ao governo Maura Jorge declarou que, ao contrário do que pensam, essas perseguições apenas fortalecem mais o seu projeto de Maranhão.

“Estão nos batendo por todos os lados. Tentando tirar os partidos que nos apoiam, ameaçando nossos companheiros, mas nada disso nos intimida. Não nos intimidaremos jamais. Pelo contrário. A cada ataque nos fortalecemos, porque temos a convicção de que se estão tão preocupados e empenhados em tentar nos enfraquecer é porque estamos incomodando, estamos no caminho certo. Solidarizo-me com o Pastor Bel e agradeço o apoio de todos os pré-candidatos pela atitude corajosa que tiveram hoje. Enalteço também a postura de compromisso do presidente do PRTB Márcio Coutinho. Isso mostra que a nossa política tem jeito, que práticas diferentes podem ser alcançadas e que o povo unido é quem tem a força. Hoje, a democracia do Maranhão venceu. Tenho certeza que conseguiremos devolver a presidência ao Pastor Bel, porque ela lhe é de direito”, afirmou Maura Jorge.