Homem preso pela polícia de Cidelândia é o principal suspeito de matar um mototaxista em Balsas

Homem preso pela polícia de Cidelândia é o principal suspeito de matar um mototaxista em Balsas

previous arrow
next arrow
Slider

Após mais de um mês de investigações, a Polícia Civil chegou à autoria do latrocínio que vitimou o mototaxista Francisco Pires da Cruz, 35 anos. O crime ocorreu no dia 26 de setembro de 2019 em Balsas, quando a vítima saiu com um suposto passageiro para fazer uma corrida e permaneceu desaparecida por dois dias.

O corpo do mototaxista Francisco Pires da Cruz foi localizado num matagal, às margens da rodovia MA-140, que liga a cidade de Balsas a Batavo e a Campos Lindos, em Tocantins, nas proximidades do Campus da Ufma, com várias perfurações nas costas e sinais de carbonização.

Após matar o mototaxista, o criminoso fugiu levando a motocicleta, o celular e a carteira da vítima, e deixou no local alguns objetos, entre os quais um violão.

O trabalho da Polícia Civil capitaneado pelo Delegado Regional de Balsas, Fagno Vieira, foi dificultado pelo fato de não existir testemunhas do crime e por não terem sido localizadas imagens que pudessem auxiliar na identificação do assassino, entretanto a apreensão do violão no local do crime possibilitou a identificação do criminoso. Trata-se de Leonildo da Silva Reis, 30 anos, também conhecido por ‘Sorriso’ ou ‘Indio’.

Leonildo foi preso no povoado Petrolina (Imperatriz), na Estrada do Arroz, distante 14km de Cidelândia, (VEJA AQUI) , portando o celular e a motocicleta de Francisco Pires da Cruz, circunstância que confirma a autoria do latrocínio.

motocicleta do mototaxista que estava de posse do suspeito

O acusado, preso por policiais militares do Destacamento de Cidelândia, que pertence ao 32° BPM, foi apresentado na 9ª Delegacia Regional, em Açailândia, onde foi ouvido e se encontra à disposição da justiça de Balsas.

Leonildo da Silva Reis tem contra si, também, um mandado de prisão emitido pela Comarca de Imperatriz por tentativa de latrocínio, crime ocorrido em março desse ano.

Com informações de oprogressonet.com