previous arrow
next arrow
Slider
Educação como prioridade: recordar é viver…

Educação como prioridade: recordar é viver…

previous arrow
next arrow
Slider

É impressionante como alguns políticos são incoerentes e aproveitam algumas oportunidades para colher apenas dividendos eleitoreiros, mas esquecem que podem ser desmascarados pela falta de coerência.

A maioria dos políticos maranhenses, principalmente aqueles que estão no grupo político do governador Flávio Dino, tem utilizado as redes sociais para tripudiar da decisão do Governo Bolsonaro, que foi obrigado a contingenciar recursos para a Educação Superior por conta da Lei de Responsabilidade Fiscal.

O Blog do Jorge Aragão nem vai questionar onde esses políticos estavam, quando essa mesma medida foi tomada anteriormente em governos do PT, mas vai recordar uma decisão do Governo Flávio Dino no ano de 2017.

Em junho daquele ano, o jornal O Estado do Maranhão trouxe a reportagem: “Governo Flávio Dino corta R$ 9 milhões da UEMA”.

A reportagem afirmava que o “governador Flávio Dino (PCdoB) retirou, só no mês de junho, praticamente R$ 9 milhões milhões do orçamento da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA). O ato foi oficializado por meio de três decretos, todos assinados pelo comunistas no dia 13 de junho”.

O primeiro decreto cancelou dotação de R$ 2 milhões que seriam aplicados na “Promoção de Eventos Científicos, Tecnológicos e Sócio-Culturais” e foram destinados para a CAEMA. Da administração da UEMA foram retirados mais de R$ 1 milhão, destinado à construção de um prédio anexo do TCE-MA, em São Luís. Por fim, Dino retirou, ainda, R$ 5,4 milhões da “Formação de Profissionais de Nível Superior” para entregar à Procuradoria-Geral de Justiça do Estado do Maranhão (PGJ-MA). Ainda teve um corte de R$ 400 mil que, em tese, deveriam ser aplicados na formação de profissionais de nível superior e foram destinados ao São João de 2017.

As pergunta são óbvias. Onde estavam esses políticos maranhenses que não se revoltaram, não deram chilique nas redes sociais com a retirada de aproximadamente R$ 9 milhões da UEMA??? Será que a Educação Superior é mesmo prioridade para o governador Flávio Dino??? Será que esses políticos se preocupam mesmo com o assunto ou estão apenas em busca de holofotes???

O problema é que alguns políticos pecam pela incoerência e seguem torcendo para que o eleitor tenha memória curta, mas sempre é bom rememorar, afinal recordar é viver.

É simples assim.

Blog do Jorge Aragão