previous arrow
next arrow
Shadow
Slider
BOMBA: PROFESSORES USAM SALA DE AULA COMO COMITÊ POLÍTICO EM CIDELÂNDIA, DENUNCIAM ALUNOS

BOMBA: PROFESSORES USAM SALA DE AULA COMO COMITÊ POLÍTICO EM CIDELÂNDIA, DENUNCIAM ALUNOS

previous arrow
next arrow
Slider

                                                                 reprodução: imagem ilustrativa extraída da internet

A intolerância ganha cada vez mais espaço na sociedade em todos os seus segmentos, mas quem diria que chegaria nas escolas? Isso mesmo. Alunos da rede pública denunciam atitudes de alguns professores que estão utilizando o espaço e o horário da aula para impor suas ideologias política-partidárias.

Algo que foge do normal, algo ruim, prejudicial a democracia… Pois, segundo esses alunos, os professores em meio as suas paranóias que chamam de pensamento ou conhecimento político,  querem impor a qualquer custo suas convicções político-partidárias e, chegam ao ponto de coagir, constranger, humilhar e desafiar aqueles alunos que discordam das suas opiniões.

A pergunta é: Eles estão sendo pagos para transformar a sala de aula em comitê político? Faz parte da grade curricular, a prática da hostilidade e humilhação para com aqueles que tem opiniões diferentes? 

A verdade é que queremos uma Escola sem partido! Onde a opinião de cada um deve ser respeitada!

A denúncia feita por alunos da Escola Isaura Amorim á redação do Blog Cidelândia em Foco, é de que professores fazem questão de impor suas ideologias esquerdistas, a ponto de irem com camisas personalizadas, homenageando Che Guevara, pedindo a soltura de políticos corruptos presos , e criticando duramente aqueles que tem uma opinião diferente.

Art. 2º A educação, dever da família e do Estado, inspirada nos princípios de liberdade e nos ideais de solidariedade humana, tem por finalidade o pleno desenvolvimento do educando, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho.

Já o Artigo 3º, inciso II, III e IV diz: 

Art. 3º O ensino será ministrado com base nos seguintes princípios:

I – igualdade de condições para o acesso e permanência na escola;

II – liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar a cultura, o pensamento, a arte e o saber;

III – pluralismo de idéias e de concepções pedagógicas;

IV – respeito à liberdade e apreço à tolerância.

Atenção Diretores, órgãos competentes, Ministério Público, é hora de tomar providências afim de garantir os direitos da Constituição e da Lei de Diretrizes e Bases da Educação 9394/96.

Nossa redação procurou a direção da Escola Isaura Amorim, e o mesmo afirmou não ter conhecimento sobre a denúncia de alunos e explicou que, os professores apenas “corrigem” o conceito equivocado de Capitalismo, Comunismo e Socialismo por parte dos alunos.

Deixamos disponível para os alunos um documento a ser impresso e fixado nas salas de aulas, orientando a postura dos professores em sala de aula.