Alunos são obrigados a levar material de higiene pessoal e papéis para realização das aulas, denuncia a presidente da Câmara de São Francisco do Brejão

Alunos são obrigados a levar material de higiene pessoal e papéis para realização das aulas, denuncia a presidente da Câmara de São Francisco do Brejão

previous arrow
next arrow
Slider

A seção da última sexta (24), vem dando o que falar… alguns dos principais assuntos foram: 1) aprovação do acordo coletivo para reajuste salarial dos servidores públicos do SINTESPUBRE; 2) encaminhamento para as comissões competentes PL02/2019 de autoria do vereador, Marcos Aguiar, que trata da criação do regime obrigatório de farmácias, drogarias e similares no município.

Mas outro assunto ganhou destaque na seção, a Vereadora Ana Quitéria (presidente da Câmara) cobra explicações do poder executivo municipal, sobre as ‘exigências’ feitas pelas escolas do povoado Trecho Seco -Brejão, que ‘obriga alunos a levarem materiais de higiene pessoal e papéis para realização das atividades escolares’, #MAMÃE ME ACODE! Vale ressaltar que na mesma seção, a Vereadora Ana Cristina cobra a falta de material escolar na Sede do Município.

Um absurdo! Cadê o dinheiro que vem pra Educação? Cadê o Secretário de Educação do município? Ou mesmo o gestor?

Veja a Nota/Resumo emitida pela Câmara Municipal de Vereadores de São Francisco do Brejão:

A Câmara Municipal de São Francisco do Brejão realizou sessão ordinária na última sexta-feira, 24 de maio, onde 8 dos nove vereadores compareceram e aprovaram o parecer 05/2019 das comissões permanentes da Câmara Municipal, ao projeto de lei 04/2019, de autoria do Poder Executivo, que dispõe sobre acordo coletivo firmado em assembleia entre Poder Público e o SINTESPUBRE. A presidente do sindicato, Edna Torres, esteve presente e, ao final, usou a tribuna para falar do reajuste concedido pelo executivo e acatado pela classe.
Ainda na pauta, foi encaminhado para as comissões competentes PL02/2019 de autoria do vereador, Marcos Aguiar, que trata da criação do regime obrigatório de farmácias, drogarias e similares no município.
A vereadora Ana Cristina Figueira usou a tribuna para questionar a falta de material nas escolas da sede do município.
O mesmo questionamento foi feito pela presidente Ana Quitéria que pediu explicações do executivo quanto a exigência feita nas escolas do Trecho Seco para que alunos levem material de higiene pessoal e papel para as atividades escolares.
Tiago do Zé Jacó também fez uso da tribuna para falar sobre ações do governo municipal.
A próxima sessão acontecerá sexta-feira, 31 de maio de 2019.

O povo quer saber!! De já deixamos o espaço aberto para esclarecimentos por parte da gestão.