Acusado pela morte de terceirizados da Cemar vai a júri no próximo dia de 03 Outubro em Paço do Lumiar

Acusado pela morte de terceirizados da Cemar vai a júri no próximo dia de 03 Outubro em Paço do Lumiar

previous arrow
next arrow
Slider

O júri vai ocorrer no Fórum de Paço do Lumiar, e será presidido pelo juiz da 2ª Vara Criminal de Paço do Lumiar, Roberto de Paula.

O Poder Judiciário marcou para o dia 3 de outubro deste ano o julgamento do faccionado Pablo Martins Silva, o “De Menor”, de 18 anos, denunciado pela morte dos funcionários de uma empresa prestadora de serviço da Cemar, João Victor Melo e Francivaldo Carvalho da Silva. O júri vai ocorrer no Fórum de Paço do Lumiar, e será presidido pelo juiz da 2ª Vara Criminal de Paço do Lumiar, Roberto de Paula.

De acordo com o inquérito, ele, em companhia de seu irmão, um adolescente de 16 anos, praticaram o crime no dia 15 de janeiro deste ano, no Sítio Natureza. Eles foram mortos por terem cortado a energia elétrica da residência da namorada do acusado, nessa localidade.

Nesse julgamento, a promotora de Justiça, Raquel Castro, será a representante do Ministério Público, enquanto a defesa do réu vai ser feita por um defensor público. Também serão ouvidas oito testemunhas, entre elas, o irmão do suspeito, o adolescente de 16 anos, que participou do crime.

Prisão

De Menor está preso no Complexo Penitenciário de Pedrinhas desde o dia 22 de janeiro deste ano. Ao depor na Superintendência de Homicídio e Proteção a Pessoas (SHPP), que investigou o caso, ele disse que decidiu praticar o crime por estar com raiva devido as vítimas terem cortado a energia elétrica da residência onde o seu filho estava dormindo, no Sítio Natureza. Ele confirmou que o seu irmão também atirou nas vítimas.

O irmão de Pablo foi apreendido no dia 1 de janeiro pela Polícia Civil na residência de uma tia, no Paranã, em Paço do Lumiar. Ele foi apresentado na SHPP, onde afirmou que no dia do crime estava jogando videogame em companhia de colegas, quando foi procurado pelo irmão para cometerem o duplo assassinato.

O apreendido declarou, ainda, que abordaram as vítimas dentro do veículo da prestadora de serviço para a Cemar, um Fiat Mille, de placas OJG-2736, na Rua B, do residencial e ali mesmo os mataram. Segundo ele, Pablo Martins teria disparado os três primeiros tiros e ele completou o serviço. Em relação a arma utilizada no crime, o adolescente afirmou que estava com seu irmão, mas nunca foi localizada pela polícia.

Com informações de O Estado